O iTech é uma entidade privada sem fins lucrativos, criada para realizar e dar suporte às atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação na área de Fotônica.

Perfil Corporativo

O processo embrionário de criação do Instituto de Inovações Fotônicas iTech teve início em 1995, com o apoio da FAPESP (Proc. 95/09510-1), por meio do estabelecimento de um centro emergente de P& D no âmbito de fibras ópticas. No período de 2002 a 2003, iniciativas muito pontuais da região metropolitana de Campinas tais como a fundação da Associação de Empresas de Tecnologia AET e grupo Brazil Photonics, igualmente preconizavam a necessidade de ampliação desse conhecimento objetivamente direcionado para a concepção de estruturas organizacionais cooperativas dedicadas a atividades de pesquisas básicas e aplicadas focadas na auto-sustentação da cadeia industrial fotônica brasileira. Assim, em 2006 foi constituído o Instituto de Inovações Fotônicas - iTech não só com a missão de realizar pesquisas de relevância industrial mas sobretudo para se estabelecer como fonte inesgotável de capacitação humana qualificada, Know How nacional.

 

O universo fotônico, que lida com fótons, contempla subáreas como fibras ópticas, lasers, displays, optoeletrônica, processamento óptico, e ainda, todas as aplicações práticas destes elementos: comunicações ópticas (telecomunicação), computação fotônica (tecnologia da informação), equipamentos médico-odontológicos a laser (medicina e odontologia), sensores e instrumentos ópticos para indústrias aeronáutica, espacial, petrolífera e automobilística (instrumentação), lasers industriais, mostradores etc.

Sinteticamente, a fotônica desponta inexoravelmente como a tecnologia dominante do futuro, seja pela magnitude e diversidade em torno de suas aplicabilidades seja pelo seu potencial econômico que deve impulsionar sobremaneira todo o manancial de negócios inerentes ao domínio e desdobramentos das comunicações óticas.

 

Nesse contexto, o Instituto de Inovações Fotônicas tem se dedicado ao desenvolvimento da ciência&tecnologia fotônica notadamente através da concretização de acordos de cooperação tecnológica com empresas privadas e instituições públicas a exemplo do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas CBPF/MCT, Centro de Pesquisas em Óptica e Fotônica CEPOF, Instituto de Física da Unicamp e Projeto Kyatera/FAPESP.

 

Finalmente, cabe enfatizar que o iTech está primordialmente engajado no desenvolvimento de inovações tecnológicas empregando fotônica para criar soluções para o setor produtivo. Portanto, possui características distintas do recém criado INCT de Fotônica para Comunicações Ópticas, instituição acadêmica a qual se foca no estudo e avanço da ciência fotônica básica, gerando resultados como artigos científicos, teses de pos-graduação e formação de pessoal científico.​

fibra
fibra1
fibra2